Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional SP

Webmail    |    Intranet

 

Muda de Ingá-vermelho é transplantada no IAC em homenagem ao centenário de pesquisador

 
 
Por Carla Gomes (MTb 29156) e Ana Cláudia Chagas (estagiária) – Assessoria de imprensa – IAC
 
A associação privada Amigos do Jardim Botânico do Instituto Agronômico (IAC) teve a iniciativa, no dia 8 de fevereiro passado, de homenagear o centenário do pesquisador, Hermes Moreira de Souza, com a plantação de um Ingá-vermelho (Zygia sanguinea (Benth.) L. Rico) no jardim do Instituto, em Campinas.
Hermes Moreira de Souza nasceu em 8 de fevereiro de 1918, formou-se como engenheiro agrônomo pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ) da USP, em 1946. Começou seus trabalhos na Seção Botânica do Instituto Agronômico (IAC) em 1943, e posteriormente, em 1969, assumiu a Chefia da Seção de Floricultura e Plantas Ornamentais, onde permaneceu até sua aposentadoria, em 1983. Em agosto de 2011, aos 93 anos, veio a falecer por causas naturais. Ainda hoje é conhecido como: O semeador de florestas.
Além da publicação de boletins, livros e artigos, algumas obras muito visíveis são os jardins formados graças ao trabalho do doutor Hermes, como é conhecido. Dentre eles estão o do Complexo Monjolinho do IAC, o da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), o da Prefeitura de Nova Odessa e o da Refinaria de Paulínia (Replan). Pioneiro de implantação de coleções de árvores e palmeiras na cidade, doutor Hermes também empresta seu nome a uma praça localizada na avenida Norte Sul, em Campinas. Esta foi uma homenagem ao pesquisador que colaborou com o engrandecimento da cidade.
A espécie escolhida para ser transplantada, Ingá-vermelho, encontrava-se na casa do pesquisador. Porém, após o imóvel ser vendido, seria feita a demolição do local. Daí veio à ideia de amigos e ex-colegas de trabalho, que participam da associação Amigos do Jardim Botânico, de homenageá-lo em seu centenário, fazendo o resgate da planta e a transferência para o IAC.
É a primeira transferência da planta já adulta, desta espécie, que se tem conhecimento, esperando-se que a mesma sobreviva ao transplante. Além deste germoplasma transplantado nos jardins do IAC, sementes foram coletadas e plantadas nos jardins da CATI, também em homenagem ao centenário do pesquisador.
A associação privada Amigos do Jardim Botânico do IAC é uma iniciativa criada em 2005, por pesquisadores do IAC e pessoas da sociedade civil, inclusive o próprio pesquisador foi o seu sócio número 1, com os objetivos de defender a flora e fauna do IAC e divulgar as riquezas e promover a educação ambiental para as escolas, população e agricultores.
As contribuições do pesquisador foram imensas e de extrema importância para a cidade e demais regiões onde ele atuou, e seus jardins até hoje recebem paisagistas de todo o mundo. “A excelência nos serviços prestados fez com que o nome do pesquisador se tornasse referência para os que o sucederam”, diz o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim.
 

Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600